Como falar de Óleos Essenciais com seu médico

óleos essenciais médico

Às vezes você vê isto: o aviso em um rótulo ou no final de uma página de informações para falar com seu médico se estiver grávida, amamentando ou sob cuidados de um médico. Este não é um fenômeno novo, muitos suplementos no mercado vêm com este conselho. Isto traz uma questão importante: como falar de óleos essenciais com seu médico? A resposta é mais intuitiva do que você pensa. 

A fim de obter o ponto de vista de um médico, pedimos ao Dr. Brannick Riggs, Vice-Presidente de Iniciativas de Assistência à Saúde e Diretor Médico Chefe da futura clínica doTERRA . O próprio Dr. Riggs já teve muita experiência no uso de óleos essenciais, tanto em casa quanto em recomendá-los a seus pacientes.

P: Como falar dos óleos essenciais com meu médico? 

R: A primeira coisa em falar ao seu médico sobre óleos essenciais é falar a língua deles.  Então, com os médicos, falamos a linguagem da ciência. Quando um paciente chega e diz que sente que seria bom tentar alguma coisa mais natural, o médico verá como uma ideia que não possui muito embasamento. O que é importante para um médico é que tenha evidências para apoiar por que você quer usar óleos essenciais ou outros métodos alternativos. Então, quando eu recebo essa pergunta dos defensores do bem-estar, eu geralmente recomendo que eles peguem artigos da PubMed.(site com estudos científicos) ou o site nih.gov, e apresentar a seu médico informações. Diga: “Aqui está um artigo sobre isso e eu gostaria de tentar.” Isso tende a aumentar nosso interesse um pouco. 

P: Quando é necessário conversar com meu médico? 

A: Toda vez, especialmente se você tiver um problema de saúde. 

P: Por que um médico diria não?

R: O desafio é que a maioria dos médicos, inclusive eu, não sabe tudo sobre cada suplemento ou óleo essencial. Eu terei pacientes que me trarão um suplemento que eles estão tomando e dirão: “Dr. Riggs está tudo bem? Diz que eu devo falar com meu médico sobre isso. ”E eu não faço ideia porque nunca vi isso antes. Às vezes, tenho tempo para procurar e determinar que não tenho uma preocupação com os ingredientes para a saúde desse paciente específico. Mas na maioria das vezes os médicos não têm tempo para procurar. O que significa que a primeira resposta deles será não pegar. Eles não têm tempo para determinar se é seguro ou não. Então eles vão dizer não. Não é a resposta certa, mas uma resposta comum. Falar a língua deles e trazer informações científicas pode ser um longo caminho.

P: Algum outro conselho sobre esse assunto? 

R: A coisa mais importante a lembrar é ter paciência com seu médico. Saiba que os médicos realmente se importam com as pessoas. E por causa disso, eles investiram uma quantidade enorme de tempo e uma quantia enorme de dinheiro para conseguir esse treinamento. Alguns médicos vão se sentir ameaçados pelo fato de você estar oferecendo algo diferente. Então seja paciente. Leva algum tempo. E isso nos leva a várias exposições de algo para realmente começar a ver que talvez haja algo nisso. Você pode ser um paciente que está dizendo ao seu médico que você quer usar óleos essenciais por qualquer motivo. Mas, você pode ser um dos 50 primeiros a falar nisso. E, depois da pessoa 51, o médico pode ver que talvez exista algo a mais e queira examinar mais os óleos essenciais.

Saiba que eles estão tentando o seu melhor. Eles estão sobrecarregados com suas próprias pesquisas e com a rapidez com que as diretrizes mudam. Apenas na minha carreira, as diretrizes para a hipertensão mudaram pela quinta vez, e eu não tenho sido médico por tanto tempo. Você está abrindo os olhos para algo que é novo no que diz respeito a eles. Só vai levar algum tempo para entender que há algum valor no que você traz para a mesa. 

Sobre o Dr. Riggs:

Dr. Riggs atuou no conselho consultivo médico do doTERRA por cinco anos, fazendo grandes contribuições para as iniciativas de pesquisa e educação do doTERRA. Antes de ingressar no DOTERRA, o Dr. Riggs ensinou como professor associado na Faculdade de Medicina da Universidade de Utah, exerceu a profissão de médico e parceiro da Revere Health e atuou como diretor médico da Revere Health na região de Northern Utah. Ele se formou na Faculdade de Medicina da Universidade do Arizona, onde recebeu treinamento em medicina integrativa. 

Ele é especialista em medicina de família e é membro da Academia Americana de Médicos de Família. Ele gosta de usar os óleos em sua casa e integrá-los em sua prática para beneficiar a vida de seus pacientes. Ele é apaixonado por ensinar profissionais de saúde a cuidar melhor de seus pacientes– não simplesmente tratar doenças, mas melhorar a saúde geral e o bem-estar de seus pacientes.

 

Fonte: doTerra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Contate-me no WhatsApp Available from 09:00 to 19:00